Resenha- A Culpa é das Estrelas


Livro: A Culpa é das Estrelas
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Titulo original: The Fault in ours Stars
Ano de lançamento: 2012
Número de páginas: 287

sinopse
"Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante- o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos-, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no grupo de apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas."

resenha
Hazel, é uma adolescente de dezesseis anos, quem tem câncer nos pulmões, originalmente tireoide. E ela teria todos os motivos para ser uma menina depressiva ou rebelde, mas não, a única coisa que ela quer é assistir a sua temporada preferida de America's Next Top Model. Até que sua mãe, achando sua filha muito sozinha, a obriga a frequentar o grupo de apoio, e claro que Hazel odeia porque o acha muito deprimente. Até que um dia, ela é surpreendida pela chegada de um garoto novo no grupo; Augustus é o tipo de garoto lindo, engraçado, e com um sorriso cafajeste, mas que também já passou por momentos muito difíceis, causado pelo osteorssacoma. Amigos, os dois, não esperavam que um livro os fosse unir tanto, mas eles estão apenas no inicio de uma trajetória.

 Bem, começo esta resenha com um sentimento de culpa sim porque eu demorei muito para lê-lo, eu ficava enrolando, dizendo que ia esperar a maré baixar e o livro sair um pouco de foco, o problema era que ela não saia. Gente o que é isso, sério eu estou tentando fugir do clichê, mas simplesmente não rola. O livro tem uma leveza que vai te dominando aos poucos, o autor tem uma perspectiva tão doce e ao mesmo tempo profunda, sabe... você mergulha nas páginas, explora e depois precisa de uma boia para voltar a superfície, pois o ambiente desse livro é o mais natural que existe, sem toda aquela coisa de amor proibido, seres sobrenaturais, demônios que ficam atacando, triângulos amorosos. Não, esse tem apenas um grupo de jovens que sofrem de câncer, há alguma coisa mais complexa? Tipo qual foi o escritor(a) que escreveu um livro com esse tema, sem que ficasse uma história pesada ou sofredora?

 Eu adorei leve, engraçado, com um carga de emoções que você só vai sentir se ler o livro. Uma bela escrita que em alguns momentos tive que pegar o dicionário, pois o uso de metáforas é frequente. A edição feita pela Intrínseca está muito boa, visto que não encontrei nenhum erro e a primeira página é dedicada aos elogios feito ao livro. Sabe do que eu mais gosto? É que é uma história verdadeira, não que seja verídica, mas é que pode acontecer com qualquer pessoa.

 Com personagens fortes, que não gostam de serem colocados como heróis corajosos que lutam bravamente contra o câncer, eles sobrevivem porque querem viver. Hazel é uma das protagonistas mais fortes e decidida que eu já vi, a única coisa que ela deseja é viver e não machucar as pessoas ao seu redor, Augustus é a chama para Hazel, uma pessoa que a entende e sabe pelo o que ela passa. E aí nós temos uma série de personagens que também se destacam, como os pais de Hazel e Gus, Isaac amigo dos dois, o escritor preferido de Hazel e por aí vai...
 O final me arrancou lágrimas e me fez pensar que temos que agradecer pelo jeito que nós somos, e não ficar cada vez colocando mais defeitos, e reclamando da vida... Recomendo muito ;)

"-É isso aí. Ele é basicamente sensual- falei
-A minha sensualidade pode meio que cegar- ele disse.
-Como de fato cegou o nosso amigo Isaac- falei."(228)


Bjsss, manu.

2 comentários:

  1. Eu li esse livro, é perfeito, muito perfeito! *----------*

    Cate-land.blogspot.com

    ResponderExcluir

- Não xingue nem ofenda sem sentido
- Não aceito ''Seguindo segue de Volta?'' APENAS se tiver um comentário com ligação com o Post
- Deixe o link do seu blog, queremos visita-lo
- Sem spans ou correntes
Obrigada ♥