Resenha- Divergente


Livro: Divergente
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco
Titulo original: Divergent
Ano de lançamento: 2012
Número de páginas: 501

P.S: Como essa resenha é bemm grandinha eu resolvi colocar o resto dela em Leia Mais ;)

Sinopse
"Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.

Resenha
 No futuro, Chicago é dividida em cinco facções: Abnegação, Audácia, Erudição, Franqueza e Amizade, nas quais cada uma representa uma característica do ser humano: altruísmo, coragem, inteligência, sinceridade e a bondade. Beatrice, pertence a Abnegação mas ela está perto de fazer 16 anos, e passar pelo teste de aptidão para ver se o seu lugar é mesmo na Abnegação ou se é em outra facção. Porém uma surpresa é reservada durante o teste: ela é uma Divergente, ou seja, ela não pertence somente a uma facção, mas a sim mesma, ela tem o poder de escolher o que quer ser, e não a sua facção.
 Logo após o teste, Beatrice começa a opinar o que ela realmente quer: ficar com sua familia ou seguir seu próprio caminho por mais dificil que seja. E quando chega a hora ela decide que é mais corajosa do que qualquer outra coisa, porém com outro nome, outros amigos, e um treinamento a base de choque, ela começa a questionar se fez a escolha certa, ou se, colocou a si mesma em um perigo que nem ela faz ideia.

 Eu sempre via esse livro nas livrarias e nunca me interessava, com medo de que fosse igual à Destino ou Delírio, porém quando comecei a ler algumas resenhas e vi que estavam produzindo o filme, eu logo me interessei. A história é bem diferente das distopias que eu já li, super equilibrada, com personagens fortes, cenas de lutas enfim... Ouvi comentários de que é parecido com Jogos Vorazes, mas como eu só assisti ao filme, e não li os livros, não posso fazer essa comparação. A única coisa que eu posso dizer que é igual, são os testes que os personagens tem que fazer na adolescência, até agora a maioria das distopias tem isso: Delirio, A Seleção com seu reality show, Destino e agora Divergente...


 Eu adorei a escrita de Veronica, ela não enrola, sabe? Do início do livro até o final, a narração se mostrou direta, sem dramas; e isso é um dos fatores que eu admiro, pois a leitura segue rapidamente e quando você nota, já terminou o livro. Outro fator, é que a escritora não tem dó, se ela quiser matar um personagem, ela vai lá e mata, deixando algumas vezes o leitor até angustiado. A narração é pelo ponto de vista de Tris, e eu encontrei alguns erros de concordância, exemplo: “ela fui encontrar...”?

"Que idiotice. Por que as pessoas cismam em fingir que a morte é um tipo de sono? Não é. Não é." (317)
 Tris, me cativou por ser uma menina, que tem suas duvidas, mas que pensa o que quer e não se deixa levar, tem seus defeitos que muitas vezes me irritaram, mas que ao longo da história amadurece e se torna uma pessoa bem mais forte. Quatro também tem seu papel importante, sendo um dos treinadores de Tris, ele é misterioso, frio e distante, mas que aos poucos, vai se abrindo e mostrando quem ele pode ser... Existem vários outros personagens que tem papel fundamental, como: Eric, Cristina, Al, Will e Tori.
 Uma coisa que não foi muito bem explorada, foram as facções, aqui a gente conhece bastante da Audácia, Abnegação e um pouco da Erudição, porém a Amizade e a Franqueza ficaram com um sinal de interrogação, porém Veronica Roth deu a entender que no próximo livro conheceremos mais dessas duas.

 Então é isso, eu gostei muito desse livro, ele supriu as minhas expectativas e para quem não sabe: Divergente é o primeiro livro de uma trilogia de mesmo nome, Insurgente, o segundo livro, já foi lançado aqui no Brasil e eu estou louca para lê-lo ;)

Bjsss, Manu.



2 comentários:

  1. Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara que legal que você gostou da minha resenha *-* E respondendo a sua pergunta, não eu ainda não li, mas obrigada pela dica, agora é porqe eu estou com uma fila enorme de livros para ler, mas quando tiver um tempo sobrando vou pesquisar mais sobre esse livro, de qual você fala tão bem ;)

      Excluir

- Não xingue nem ofenda sem sentido
- Não aceito ''Seguindo segue de Volta?'' APENAS se tiver um comentário com ligação com o Post
- Deixe o link do seu blog, queremos visita-lo
- Sem spans ou correntes
Obrigada ♥