Resenha- Príncipe Mecânico


Livro: Príncipe Mecânico
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Titulo original: Clockwork Prince
Data de lançamento: 2013
Número de páginas: 403

sinopse:
"Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que foi de Nova York para Londres- ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exercito mecânico, traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada- foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem exista. O Magistrado garante que ela não passa e uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico."

resenha
 Então depois de um longo tempo sem postar, voltamos!! E começando por um ótimo livro.
 Príncipe Mecânico inicia duas semanas depois do final de Anjo Mecânico, e bem as coisas continuam ruim em parte. Charlotte está prestes a perder o Instituto para Benedict Lightwood, e se tal assumir o posto de Charlotte, Tessa e os Caçadores de Sombras podem ficar sem um lugar para viver, e para que isso não aconteça a Clave dá o prazo de duas semanas para Charlotte encontrar Mortmain, se não o Instituto será retirado de suas mãos, e como se isso não fosse o bastante Tessa se vê em uma corda bamba: O que Mortmain quis dizer com ele ter criado ela? Por que ele a quer tanto? E por que Will a trata de tal maneira tão confusa? mas de uma coisa ela sabe: tem se aproximado muito de Jem...
 E para tentar resolver todos esses problemas, os moradores do Instituto irão entrar em busca pelo passado de Mortmain, para poder compreender o que está acontecendo no presente...
 Ah, como foi bom retomar a leitura com um livro assim, é muito bom, eu sempre me surpreendo com a Cassandra Clare, e este livro dela que não teve revelações espetaculares, mas eu diria que foi um livro emocionante, bem trabalhado, com uma trama envolvente, que em nenhum momento perdeu foco, a autora conseguiu manter a atenção do leitor desde a primeira página até a última. Sim, essa autora merece aplausos
 A narração continua em terceira pessoa, alternando entre os personagens, claro que a personagem principal continua sendo Tessa, porém todos os personagens do livro aparecem, nenhum é esquecido durante o desenvolver da história, desta vez quem aparece na capa é Jem e sim continua muito bonita, com adivinha o que?? Efeitos holográficos, é isso não muda... E não encontrei erros de ortografia.
 Os personagens foram bem desenvolvidos, nesta sequência todos eles tem conflitos próprios. Sophie cresce na história, aparecendo mais e até narrando em algumas partes, Charlotte e Henry têm um destaque maior, aqui nós podemos acompanhar o que se passa com os líderes do instituto, os Lightwood também aparecem mais. O triangulo amoroso, continua naquela indecisão de qual pretendente a moçinha irá escolher...
 Mas deixe-me falar de Will, no livro anterior, ele apresentava uma antipatia, nunca deixando as pessoas chegarem perto dele e nem revelando sobre seu passado, o legal é que por Tessa essa fachada dele vai desmoronando e podemos acompanhar as causas que o tornaram tão fechado... E vale a pena ler o livro até o final por que nas ultimas páginas encontramos uma carta de Will quando este completou 17 anos, dedicada aos pais, bem emocionante....
 Então, recomendo muito para as pessoas que estão em duvida se continuam a ler a série, e para as pessoas que ainda não começaram a ler Peças Infernais, só uma pergunta: O que você está esperando?


Bjsss, Manu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Não xingue nem ofenda sem sentido
- Não aceito ''Seguindo segue de Volta?'' APENAS se tiver um comentário com ligação com o Post
- Deixe o link do seu blog, queremos visita-lo
- Sem spans ou correntes
Obrigada ♥