Resenha- O Último Olimpiano


Livro: O Último Olimpiano
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Titulo original: The Last Olympian
Data de lançamento: 2010
Número de páginas: 385

sinopse
 "Os meios-sangues passaram o ano inteiro preparando-se para a batalha contra os Titãs, e sabem que as chances de vitória são pequenas. O exército de Cronos está mais poderoso que nunca, e cada novo deus ou semideus que se une à causa confere mais força ao vingativo titã.
 Enquanto os olimpianos se ocupam de conter a fúria do monstro Tifão, Cronos avança em direção à cidade de Nova York, onde o Monte Olimpo está precariamente vigiado. Agora, apenas Percy Jackson e seu exército de heróis podem deter o Senhor do Tempo.
 O combate que pode acarretar o fim da civilização ocidental ganha as ruas de Manhattan, e Percy tem a terrível sensação de que  sua luta, na verdade, é contra o próprio destino. Revelada a sinistra profecia acerca do décimo sexto aniversário do herói, ele enfim encontra seu verdadeiro caminho."

resenha
 Bem com o final de A Batalha do Labirinto que Cronos tomou o corpo de Luke, este começa, com Percy e Beckendorf- semideus filho de Hefesto- atacando o navio de Cronos, Beckendorf vai junto para instalar bombas para explodir o navio, só que o pior acontece: eles são descobertos e Beckendorf não consegue escapar e acaba ficando no navio na hora da explosão. Percy consegue escapar pelo mar, e se cura nos aposentos de seu pai Poseidon.
 Voltando para o acampamento, Percy enfim recebe a profecia que lhe é aguardada, e dada a profecia ele dá inicio ao plano de Nico, que é "apenas" se banhar no Rio Estige- rio que fica no submundo- para ganhar a marca de Aquiles e ficar "indestrutível". Mas o rio tem fama de dissolver heróis que tentam se banhar nele.
 Este é o melhor livro, em minha opinião, tem tudo, romance, ação, humor, morte, aliás bastante morte de gente querida, alguns campistas que ficamos conhecendo através de Percy e são queridos por ele, vão embora... Mas nem tudo é tristeza, claro que tem humor, em algumas partes eu ficava rindo sozinha na frente do livro.
 Neste livro é onde acontece a batalha de Manhattan, onde todos os chalés do Acampamento, lutam para derrotar Cronos; e se você está pensando que os deuses não lutam, eles lutam sim, contra Tifão um monstro que Percy deu uma ajudinha para ser libertado (lembram de em A Batalha do Labirinto?), pois é, os deuses lutam, mas parece que não tem muito sucesso em sua batalha porque alguns deuses estão travando suas próprias batalhas em seus próprios reinos, como por exemplo Poseidon...
 Destaque para a parte de Percy e Nico chegando ao submundo e encontrando Hades, Perséfone e Deméter no meio de uma discussão, esta parte é bem engraçada. E para quem estava desesperado pensando que Percy e Annabeth nunca iriam engatar um namoro, não se desesperem eles ficam juntos, mas antes disso rendem muitas discussões, e Rachel que era uma das pretendentes de Percy, tem um destino um pouco diferente.
 É ótimo o livro, e é claro que quando terminei fiquei com lagrimas nos olhos, pois é uma das minhas séries favoritas, e ver o final sempre é difícil para mim. Mas minha tristeza durou pouco graças aos bom deuses, tio Rick decidiu ter uma nova série, mas com alguns velhos personagens e um deles é Percy, aiai.. Dois livros da serie já foram lançados, eu já os li e vou postar a resenha logo, logo;D

Bjsss, Manu.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Não xingue nem ofenda sem sentido
- Não aceito ''Seguindo segue de Volta?'' APENAS se tiver um comentário com ligação com o Post
- Deixe o link do seu blog, queremos visita-lo
- Sem spans ou correntes
Obrigada ♥