AntiPop


   Entrei em uma briga desnecessária esses dias, a qual serviu para me inspirar a fazer esse texto e me irritar. Eu sempre fui uma menina que preferia ser educada com todos para ensinar aos maus educados que sua ofensa não havia me causado abalo algum. Mas as pessoas mudam, tento ser educada com todos, mas há as pequenas exceções uma daquelas sendo a pessoa com quem briguei. Não pense que é rancor, pois aprendi em casa que o que devemos guardar para nós das pessoas são suas qualidades não suas atitudes ruins, mas, a mesma é uma pessoa indiferente, porem diferente, não sinto necessidade alguma de ser educada com ela, a mesma falou mal de uma de minhas amigas, por motivos desnecessários e a briga comigo foi por um motivo mais ridículo ainda, rock. Sim, por causa do meu gênero musical preferido.
   Toda essa briga online para ver qual é o melhor gênero musical me prejudicou, mesmo sem ter participado de manifestações. Onde estudo as pessoas que escutam rock são minoria, o pop prevalece. Para mim o gênero mais aceito mundialmente é o pop, consequentemente quem o escuta é uma pessoa normal, não faz nada de diferente. NO SENTIDO MUSICAL, escuta as musicas aceitas, porque é muito mais fácil escutar aquilo que a maioria escuta, gostar do que a maioria gosta, porque ser diferente é difícil.
   Essa pessoa em especial gosta de pop, de animais, dos Best-Sellers sobrenaturais, quer estudar na escola mais conhecida e elogiada da cidade. Faz o que a maioria faz, gosta do que a maioria gosta, quer o que a maioria quer. Não é nada diferente, porém essa bendita pessoa se sente no direito de insultar alguém que gosta do pouco conhecido, das musicas politizadas e polemicas que é taxada por algumas pessoas por não gostar do que a maioria gosta...
   A pessoa em questão gosta daquilo que é aceito pela sociedade, nada que seja capaz de descrimina-la, e isso tudo por medo de ser diferente, de ser julgada, taxada de estranha, então deixa de conhecer coisas boas, de adquirir novos conhecimentos, por medo e preguiça. Pois como disse, ser diferente não é fácil. E depois, descrimina e ofende aqueles que têm mais coragem que ela própria e põe à cara a tapa, faz tudo diferente.
   Para terminar o texto, Não tenho nada contra o pop, só o usei como exemplo, já que é o gênero musical universal. E caso quem esteja lendo é a pessoa em questão, leve minhas palavras a sério, você não está prejudicando só a mim, está a si mesma seguindo as regras distorcidas da sociedade.

2 comentários:

  1. u.u adorei o texto.
    Parabéns bom mesmo, cada paragrafo verdadeiramente verdadeiro. ^^
    Insultar alguém por um estilo musical onde a sua banda preferia toca, é totalmente inútil.

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz que tenha gostado, é realmente complicado ter que aturar certas atitutes, o blog é bom para desabafar...
    AUHSAUSH

    ResponderExcluir

- Não xingue nem ofenda sem sentido
- Não aceito ''Seguindo segue de Volta?'' APENAS se tiver um comentário com ligação com o Post
- Deixe o link do seu blog, queremos visita-lo
- Sem spans ou correntes
Obrigada ♥